Blog

Alunos apresentam resultado de projeto que aproxima universidades e mercado

O Centro de Inovação de Maringá (CIM) realizou nesta quinta-feira (7) o coquetel de encerramento do ciclo 2015/2016 do Projeto Interação Academia-Mercado, que oferece bolsas de estudos para que estudantes de graduação desenvolvam pesquisa aplicada baseada em demandas das empresas de Maringá ou em temas de interesse público. Foi a segunda edição do projeto, que visa construir uma ponte entre as Instituições de Ensino Superior de Maringá (IES) e o setor produtivo da cidade.

No evento, realizado no Sebrae, os alunos apresentaram brevemente o trabalho desenvolvido por eles ao longo de 10 meses. Durante esse período, eles tiveram acompanhamento de tutores nas empresas patrocinadoras e reuniões periódicas com o CIM, para ajudar no desenvolvimento da pesquisa, além de contar com professores orientadores da pesquisa.

Os trabalhos apresentados vão desde temas bem específicos, como o desenvolvimento de aplicativo móvel para gestão de indicadores e processos de trabalho, até pesquisas mais amplas, como o estudo do cenário das micro e pequenas empresas de Maringá. Na ocasião, o gerente-executivo do CIM, Leonardo Quintino, também apresentou o novo formato do Projeto Interação, subsidiado pelas mudanças trazidas pelo Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 12.343/16).

Além dos 15 bolsistas, estiveram presentes os orientadores, representantes das empresas patrocinadoras dos temas, reitores e representantes das IES de Maringá, familiares e amigos dos bolsistas e algumas autoridades, como Edney Mossambani (presidente da Software by Maringá) e Márcia Santin (secretária do Codem).

CIM IA8

Novo formato

Após se reunir com participantes do ciclo 2015/2016 e outros especialistas, o Centro de Inovação mudou o formato do Projeto Interação Academia-Mercado: agora estudantes de pós-graduação (stricto e latu sensu) também podem participar do Projeto; entidades da sociedade civil organizada e o Poder Público podem propor temas de pesquisa e o projeto deve ser desenvolvido dentro do prazo de 11 meses. Outra novidade é que o ciclo será “aberto” – as empresas poderão solicitar a participação no projeto a qualquer tempo e terão o auxílio de especialistas para delinear os problemas de pesquisa. O comitê do Projeto se reunirá a cada 60 dias para analisar os novos pedidos e aprovar a divulgação dos temas.

No ciclo passado, o CIM realizava reuniões quinzenais com os alunos e, bimestrais, com os professores-orientadores, a fim de acompanhar o andamento das atividades. A partir do novo ciclo, o foco será em resultados. As reuniões serão feitas trimestralmente com alunos, professores e empresários ou tutores juntos, mas os bolsistas farão, no início do Projeto, um cronograma de entregas ao CIM, que deve ser seguido sob a condição de ter o pagamento da bolsa suspenso em caso de descumprimento. Para melhorar a qualidade dos trabalhos, os acadêmicos, professores e empresários receberão capacitações em projetos de pesquisa científica e de inovação regularmente.

O lançamento do edital do ciclo 2017 do Projeto Interação está previsto para o dia 1º de agosto de 2016.